Mundo

Putin nomeia o economista civil Andrey Belousov como ministro da Defesa

Sergey Shoigu será o secretário do poderoso Conselho de Segurança

Andrei Belousov, novo ministro da Defesa da Rússia (Foto: Sergey Bobilev/TASS)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

TASS - O presidente russo Vladimir Putin indicou o economista Andrey Belousov, que anteriormente serviu como primeiro vice-primeiro-ministro, como novo ministro da defesa da Rússia.

O atual chefe da Defesa russa, Sergey Shoigu, substituirá Nikolay Patrushev como secretário do Conselho de Segurança. O novo cargo de Patrushev será anunciado posteriormente. 

Outros chefes de ministérios e serviços de segurança, assim como o ministro das Relações Exteriores Sergey Lavrov, manterão seus cargos no governo. 

Conheça detalhes sobre a reforma ministerial 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Sergey Shoigu, que chefia o Ministério da Defesa desde 2012, foi nomeado secretário do Conselho de Segurança. Seu substituto, Andrey Belousov, foi ministro do Desenvolvimento Econômico, assessor econômico do presidente russo e primeiro vice-primeiro-ministro, responsável pela área econômica.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse aos repórteres que a decisão de nomear Belousov como ministro da defesa está ligada à necessidade de "integrar a economia do setor de segurança à economia do país". Agora, o orçamento do Ministério da Defesa está se aproximando do nível dos anos 1980, "o que não é crítico, mas é extremamente importante".

O chefe do Estado-Maior Geral da Rússia, Valery Gerasimov, manterá seu cargo, enfatizou Peskov. A nomeação de Belousov "de forma alguma alterará o sistema de coordenadas atual" em termos de questões de defesa, observou ele.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Shoigu substituirá Patrushev

Como secretário do poderoso Conselho de Segurança Russo, Shoigu, entre outras questões, supervisionará o trabalho do Serviço Federal para a Cooperação Técnico-Militar, que recentemente passou a ser subordinado diretamente ao presidente. secretário Conselho de Segurança da Rússia, substituindo o atual Nikolai Patrushev, e também tenha responsabilidades pelo complexo militar-industrial, disse o Kremlin. 

Além disso, Shoigu também se tornará vice-presidente da Comissão militar-industrial, presidida por Putin, enquanto Dmitry Medvedev é o primeiro vice neste órgão.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Putin propôs também que outros chefes de ministérios e agências do bloco de segurança e política externa mantenham seus cargos. Assim, o ministro das Relações Exteriores Sergey Lavrov, o ministro do Interior Vladimir Kolokoltsev, o ministro de Situações de Emergência Alexander Kurenkov e o ministro da Justiça Konstantin Chuychenko continuarão desempenhando suas funções.

Outros funcionários que manterão seus cargos são o diretor do Serviço de Inteligência Estrangeira Sergey Naryshkin, os chefes do Serviço Federal de Segurança e do Serviço Federal de Proteção, Alexander Bortnikov e Dmitry Kochnev, bem como o chefe da Guarda Nacional (Rosgvardiya) Viktor Zolotov. Alexander Lints permanecerá como chefe do Departamento para Programas Especiais do Presidente (ele é responsável pelo desenvolvimento e implementação da política estatal no campo de questões de mobilização e planejamento de eventos respectivos).

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO