Putin ordena que Ministério da Defesa coloque "forças de dissuasão" em alerta; mídia ocidental fala em "força nuclear"

Putin se reuniu com o ministro da Defesa Sergei Shoigu e chefe do Estado-Maior das Forças Armadas russas, general do Exército Valery Gerasimov

www.brasil247.com - Putin
Putin (Foto: Reuters)


247, com Sputnik - Em resposta a observações agressivas do Ocidente, o líder russo ordenou às forças dissuasoras do Exército russo serem colocadas em um regime de alerta especial. Segundo o jornal britânico The Guardian, tais "forças dissuasoras" significam "força nuclear"

"Altos funcionários dos principais países da OTAN permitem [fazer] obvervações agressivas dirigidas contra o nosso país, por isso ordeno ao ministro da Defesa e ao chefe do Estado-Maior colocar forças dissuasoras do Exército russo em um regime de alerta especial", disse Putin neste domingo (27).

"Ordeno ao ministro da Defesa e ao chefe do Estado-Maior colocar as forças dissuasoras do Exército russo em um regime de alerta especial", disse Putin em uma reunião com o ministro da Defesa Sergei Shoigu e chefe do Estado-Maior das Forças Armadas russas, general do Exército Valery Gerasimov.

Dirigindo-se ao ministro da Defesa, Sergei Shoigu, e chefe do Estado-Maior das Forças Armadas russas, Valery Gerasimov, Putin ressaltou que os países ocidentais também estão tomando ações hostis contra a Rússia na esfera econômica.

"Refiro-me às sanções ilegítimas das quais todos estão bem cientes", acrescentou.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email