Com rumores sobre Parkinson, jornal diz que Putin planeja renunciar; Kremlin diz que notícia é 'absurda'

Notícia foi publicada pelo jornal britânico The Sun. O governo russo, no entanto, negou a informação, que chamou de "absurdo completo"

Presidente da Rússia, Vladimir Putin
Presidente da Rússia, Vladimir Putin (Foto: Sputnik/Alexei Druzhinin/Kremlin via REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, estaria prevendo deixar o cargo no próximo ano supostamente por causa da doença de Parkinson, publicou o jornal britânico The Sun.

Em entrevista ao veículo, o cientista político de Moscou Valery Solovei afirmou que a namorada de Putin, Alina Kabaeva, e suas duas filhas o estão pressionando para deixar o cargo. A notícia também foi reportada no NY Post.

O governo russo, porém, se manifestou e negou a informação. A resposta foi dada por Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin. Ele disse que a notícia era um "absurdo completo" e assegurou que está tudo bem com o presidente. Também negou que ele tenha intenção de renunciar ao cargo por qualquer motivo.

PUBLICIDADE

Recentemente, o presidente russo parecia estar em agonia ao mesmo tempo que repetidamente movimentava as pernas, de acordo com imagens analisadas por um observador. Os dedos teriam se contraído enquanto ele segurava um copo que possivelmente continha remédio.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email