Região boliviana na Amazônia declara 'desastre sanitário' devido ao coronavírus

A região amazônica de Beni, no nordeste da Bolívia e na fronteira com o Brasil, declarou um "desastre sanitário" depois de sofrer um aumento exponencial de infecções e mortes por coronavírus, informou neste sábado o governador Fanor Amapo

Panorama de Beni, Bolívia
Panorama de Beni, Bolívia (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A região boliviana de Beni, com cerca de 480 mil habitantes, declarou “desastre sanitário. Até 20 de abril, Beni era a única região da Bolívia livre de infecções por coronavírus, mas em um mês ocupou o segundo lugar no país - depois de Santa Cruz - com mais de 900 dos quase 5.200 casos registrados pela Bolívia.

Enquanto isso, esta região amazônica possui 56 dos 215 mortos no país pela Covid-19 e seu sistema de saúde está em colapso.

A região de Santa Cruz registra mais de 3.400 infecções e 107 mortes.

O governador Amapo explicou que a declaração de desastre sanitário "nos permite pedir ajuda em nível nacional e internacional para enfrentar a pandemia", informa a AFP.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247