Ricardo Darín: “É muito difícil lutar contra a pandemia de imbecis”

Ator e diretor argentino criticou a resistência de parte da população de seu país a adotar as medidas de confinamento. Argentina tem 2.142 casos confirmados de covid-19 e 90 mortos

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ator e diretor argentino Ricardo Darín deu uma entrevista ao jornalista Diego Leuco no programa We are great (TN), criticou a resitência de parte da população da Argentina a adotar as medidas de confinamento adotadas pelo governo para reduzir a propagação do novo coronavírus. 

“É difícil se colocar no lugar de outras pessoas. Certamente, uma parte terá razões que não estão contempladas nas regras que todos temos que cumprir, mas há situações muito delicadas e que a Justiça avaliará quando chegar a hora. Isso não significa que não haja imbecis. É muito difícil combater a pandemia de imbecis", afirmou Darín. 

"O grande problema são aqueles que acreditam que são os mais fortes da Terra, algo muito típico de nós. É angustiante para a grande maioria que está cumprindo as regras de isolamento ver que há outros que não querem ou não podem. Com aqueles que não podem, eu gostaria, se não rompesse o isolamento com isso, ficar juntos para ouvi-los", acrescentou o ator argentino. 

Segundo dados da Universidade John Hopkins, a Argentina tem 2.142 casos confirmados de covid-19 e 90 mortos. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247