Risco de cheia do rio Sena evacua 1,5 mil pessoas em Paris

Quase 1,5 mil pessoas foram evacuadas de suas casas na região de Paris, com autoridades em alerta para qualquer risco de uma grande cheia no rio Sena, após seus níveis subirem ainda mais no domingo (28); as águas transbordantes já tomaram passarelas ribeirinhas em Paris e levaram o mundialmente famoso museu do Louvre a fechar uma exibição de arte islâmica em seu subsolo

Enchente do rio Sena, em Paris
Enchente do rio Sena, em Paris (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - Quase 1,5 mil pessoas foram evacuadas de suas casas na região de Paris, com autoridades em alerta para qualquer risco de uma grande cheia no rio Sena, após seus níveis subirem ainda mais no domingo.

O chefe do corpo policial de Paris, Michel Delpuech, disse a jornalistas que em torno de 1,5 mil pessoas tiveram que deixar suas residências na região que compreende a capital francesa e seus subúrbios.

As águas do Sena devem atingir seu pico mais tarde neste domingo ou no início da segunda-feira, em níveis próximos aos que levaram a enchentes semelhantes em 2016, disseram as autoridades.

As águas transbordantes já tomaram passarelas ribeirinhas em Paris e levaram o mundialmente famoso museu do Louvre a fechar uma exibição de arte islâmica em seu subsolo.

Os barcos turísticos "Bateaux Mouches" de Paris foram fechados devido à altura das águas, enquanto cisnes foram vistos nadando onde normalmente havia calçadas e ratos foram forçados a correr para as ruas.

As inundações causaram destruição em Paris em 1910, quando o Sena aumentou 8,65 metros, embora não tenham sido registradas mortes na época.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247