Rússia continuará defendendo seus interesses, apesar das sanções, diz porta-voz

A Rússia defenderá seus interesses, apesar da imposição de sanções pelos Estados Unidos, declarou a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Maria Zajárova (foto)

Rússia continuará defendendo seus interesses, apesar das sanções, diz porta-voz
Rússia continuará defendendo seus interesses, apesar das sanções, diz porta-voz

247, com Prensa Latina - A Rússia defenderá seus interesses, apesar da imposição de sanções pelos Estados Unidos, declarou a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Maria Zajárova (foto).

Em declarações à imprensa, a porta-voz da chancelaria russa assegurou que, com esse tipo de medidas, a Casa Branca entorpece ainda mais os diálogos sobre o estado das relações e temas do âmbito internacional.

Nesta segunda-feira (27) entrou em vigor um novo pacote de restrições anunciado pela administração de Donald Trump sob o pretexto de que a Rússia é responsável por organizar um ataque químico contra o ex-agente russo de inteligência Serguei Skripal e sua filha Yulia.

Em várias ocasiões, o Kremlin negou sua implicação nesse fato e denunciou a falta de provas conclusivas e a inexistência de explicações convincentes sobre vários aspectos do caso. A Rússia criticou também a campanha midiática e política impulsionada pelos Estados Unidos e o Reino Unido.

Segundo Zajárova, as medidas contra seu país incluem a suspensão de projetos de cooperação técnica, a retirada de fundos para programas militares e a proibição da venda de artigos desse tipo.

As sanções também preveem o cancelamento de empréstimos e de licenças para exportação de produtos e tecnologia de uso civil e militar a empresas com participação estatal, entre outras represálias.

Contudo, afirmou a diplomata, 'essas sanções não impedirão que a Rússia continue no caminho escolhido: a defesa dos interesses nacionais com a maior firmeza possível'.

Zajárova reiterou que o caso Skripal, cuja investigação no Reino Unido está longe de terminar, é apenas um pretexto para questionar Moscou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247