Rússia expulsará 35 diplomatas americanos

A Rússia anunciou nesta sexta (30) planos de expulsar 35 diplomatas dos Estados Unidos e proibir que funcionários diplomáticos norte-americanos utilizem uma dacha e um depósito em Moscou em retaliação a ações de Washington, relataram agências de notícias russas; segundo citação das agências, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse ter proposto as medidas ao presidente russo, Vladimir Putin

Presidente da Rússia, Vladimir Putin, no Kremlin, em Moscou. 24/12/2014 REUTERS/Sergei Ilnitsky/Pool
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, no Kremlin, em Moscou. 24/12/2014 REUTERS/Sergei Ilnitsky/Pool (Foto: Valter Lima)

MOSCOU (Reuters) - A Rússia anunciou nesta sexta-feira planos de expulsar 35 diplomatas dos Estados Unidos e proibir que funcionários diplomáticos norte-americanos utilizem uma dacha e um depósito em Moscou em retaliação a ações de Washington, relataram agências de notícias russas.

Segundo citação das agências, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse ter proposto as medidas ao presidente russo, Vladimir Putin.

Na quinta-feira, o presidente dos EUA, Barack Obama, ordenou a expulsão de 35 supostos espiões da Rússia e impôs sanções a duas agências de inteligência russas por seu envolvimento em invasões cibernéticas de grupos políticos dos EUA durante a eleição presidencial de 2016.

Lavrov disse que a Rússia não irá deixar as sanções sem resposta e que as alegações de que seu país interferiu na eleição norte-americana são infundadas.

(Por Vladimir Soldatkin)

Ao vivo na TV 247 Youtube 247