Sarkozy ameaça deixar o acordo de fronteiras livres

Presidente da Frana disse em comcio que sair do tratado de livre circulao europeu, que conta com 25 pases, se nada for feito para conter a entrada clandestina de imigrantes

Sarkozy ameaça deixar o acordo de fronteiras livres
Sarkozy ameaça deixar o acordo de fronteiras livres (Foto: Charles Platiau/REUTERS)

Roberta Namour – correspondente do 247 em Paris - O presidente francês, Nicolas Sarkozy, decidiu bater forte contra a imigração na noite de ontem. Em um comício na cidade de Villepinte, ele ameaçou a abandonar o acordo europeu de fronteiras livres se nada for feito para conter a entrada clandestina de imigrantes. O tratado de Schengen é válido entre 25 países europeus e prevê a gestão do fluxo migratório das fronteiras exteriores da Europa.

Desde o ano passado, com o problema na chegada de massa de tunisianos à Europa, o governo da França sugere aos países membros a revisão do acordo.Para Sarkozy, a medida seria a única forma de conter uma “implosão” da Europa. Em pesquisa feita pelo jornal Figaro, dos 33,5 mil votos, 75% são a favor de renegociar os acordos de Schengen sobre a imigração.

Na semana passada, o presidente prometeu reduzir pela metade o número de estrangeiros na França, se reeleito nas eleições deste ano.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247