Scioli: Brasil e Uruguai enfrentaram 'reclamação da direita'

Durante entrevista a jornalistas nesta segunda-feira, 26, o candidato do governo à Presidência da Argentina, Daniel Scioli, mencionou a oposição ao governo brasileiro, ao pedir cautela aos que pedem "mudança" em relação ao governo de Cristina Kirchner; Scioli disse que o que está acontecendo na Argentina, já ocorreu recentemente no Brasil e no Uruguai. "Nesses países, os governos nacionais-populares enfrentaram nas últimas eleições a uma reclamação da direita. É preciso refletir e discutir essa reclamação"; candidato vai disputar segundo com prefeito de Bueno Aires, Maurício Macri

Durante entrevista a jornalistas nesta segunda-feira, 26, o candidato do governo à Presidência da Argentina, Daniel Scioli, mencionou a oposição ao governo brasileiro, ao pedir cautela aos que pedem "mudança" em relação ao governo de Cristina Kirchner; Scioli disse que o que está acontecendo na Argentina, já ocorreu recentemente no Brasil e no Uruguai. "Nesses países, os governos nacionais-populares enfrentaram nas últimas eleições a uma reclamação da direita. É preciso refletir e discutir essa reclamação"; candidato vai disputar segundo com prefeito de Bueno Aires, Maurício Macri
Durante entrevista a jornalistas nesta segunda-feira, 26, o candidato do governo à Presidência da Argentina, Daniel Scioli, mencionou a oposição ao governo brasileiro, ao pedir cautela aos que pedem "mudança" em relação ao governo de Cristina Kirchner; Scioli disse que o que está acontecendo na Argentina, já ocorreu recentemente no Brasil e no Uruguai. "Nesses países, os governos nacionais-populares enfrentaram nas últimas eleições a uma reclamação da direita. É preciso refletir e discutir essa reclamação"; candidato vai disputar segundo com prefeito de Bueno Aires, Maurício Macri (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Durante entrevista a jornalistas nesta segunda-feira, 26, o candidato do governo à Presidência da Argentina, Daniel Scioli, mencionou a oposição ao governo brasileiro, ao pedir cautela aos que pedem "mudança" em relação ao governo de Cristina Kirchner.

Scioli disse que o que está acontecendo na Argentina, já ocorreu recentemente no Brasil e no Uruguai. "Nesses países, os governos nacionais-populares enfrentaram nas últimas eleições a uma reclamação da direita. É preciso refletir e discutir essa reclamação."

Favorito para vencer as eleições presidenciais argentinas no primeiro, Scioli vai dipsutar o segundo turno com o atual prefeito de Bueno Aires, Maurício Macri. "A palavra "mudança" pode parecer sedutora, mas temos de debater que tipo de mudança essa direita está querendo. Precisamos cuidar das coisas que conquistamos, cuidar do trabalho e da indústria e da soberania energética", afirmou. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247