“Se não nos deixam sonhar não os deixaremos dormir”

Empunhando cartazes com dizeres tais como “se não nos deixam sonhar não os deixaremos dormir”; “ninguém é mais que os outros”; “liberdade é viver sem precariedade”; “privatização não”; “exigimos o que é nosso: trabalho, salário, estabilidade, direitos”; “especulação=desumanização”, milhares de portugueses de todas as idades, jovens, adultos, velhos e crianças saíram às ruas nas maiores cidades de Portugal

Empunhando cartazes com dizeres tais como “se não nos deixam sonhar não os deixaremos dormir”; “ninguém é mais que os outros”; “liberdade é viver sem precariedade”; “privatização não”; “exigimos o que é nosso: trabalho, salário, estabilidade, direitos”; “especulação=desumanização”, milhares de portugueses de todas as idades, jovens, adultos, velhos e crianças saíram às ruas nas maiores cidades de Portugal
Empunhando cartazes com dizeres tais como “se não nos deixam sonhar não os deixaremos dormir”; “ninguém é mais que os outros”; “liberdade é viver sem precariedade”; “privatização não”; “exigimos o que é nosso: trabalho, salário, estabilidade, direitos”; “especulação=desumanização”, milhares de portugueses de todas as idades, jovens, adultos, velhos e crianças saíram às ruas nas maiores cidades de Portugal (Foto: Aquiles Lins)

247 - Empunhando cartazes com dizeres tais como “se não nos deixam sonhar não os deixaremos dormir”; “ninguém é mais que os outros”; “liberdade é viver sem precariedade”; “privatização não”; “exigimos o que é nosso: trabalho, salário, estabilidade, direitos”; “especulação=desumanização”, milhares de portugueses de todas as idades, jovens, adultos, velhos e crianças saíram às ruas nas maiores cidades de Portugal; segundo os organizadores, “foi o maior Primeiro de Maio dos últimos anos”.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247