Secretário de Estado dos EUA defende assassinato de Soleimani

Secretário de Estado, Mike Pompeo, defendeu o assassinato do general iraniano Qassem Soleimani, ocorrido na semana passad. “Existe alguma história que indique que era remotamente possível que esse gentil cavalheiro, esse diplomata de grande ordem —Qassem Soleimani— tivesse viajado para Bagdá com a idéia de conduzir uma missão de paz?”, ironizou

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo
O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo (Foto: REUTERS / Tamas Kaszas)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, disse nesta terça-feira que os ataques planejados pelo comandante militar iraniano Qassem Soleimani, morto em um ataque dos EUA na semana passada, “iriam levar, potencialmente, à morte de muitos norte-americanos”.

Pompeo fez os comentários em uma coletiva de imprensa em que foi questionado se algum desses ataques iranianos planejados era “iminente”, o termo que ele usou na sexta-feira, dia em que Soleimani foi morto no Iraque.

“Existe alguma história que indique que era remotamente possível que esse gentil cavalheiro, esse diplomata de grande ordem —Qassem Soleimani— tivesse viajado para Bagdá com a idéia de conduzir uma missão de paz?” ele disse. “Sabemos que isso não era verdade.”

Pompeo também responsabilizou Soleimani por um ataque no dia 27 de dezembro no Iraque, no qual um prestador de serviços terceirizado civil norte-americano foi morto.

“Ele estava continuando a campanha de terror na região. Sabemos o que aconteceu .. em dezembro, levando à morte de um norte-americano. Então, se você está procurando por iminência, não precisa procurar mais do que os dias que antecederam ao ataque contra Soleimani”, afirmou Pompeo.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247