Segunda cúpula entre EUA e Coreia do Norte será na Ásia

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse nesta quarta-feira (30) que o presidente Donald Trump e o líder norte-coreano, Kim Jong-Un, vão se reunir em algum lugar da Ásia até o final de fevereiro. Pompeo informou que já enviou uma equipe para iniciar os preparativos do encontro, em local não revelado

Segunda cúpula entre EUA e Coreia do Norte será na Ásia
Segunda cúpula entre EUA e Coreia do Norte será na Ásia
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Agência Brasil - O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse nesta quarta-feira (30) que o presidente Donald Trump e o líder norte-coreano, Kim Jong-Un, vão se reunir em algum lugar da Ásia até o final de fevereiro. Pompeo informou que já enviou uma equipe para iniciar os preparativos do encontro, em local não revelado.

O Vietnã tem sido visto como um dos locais que podem sediar a segunda cúpula entre os dois líderes, mas Pompeo não especificou nenhum país.

O secretário disse que a equipe vai estabelecer as bases para o que acredita ser passos adicionais significativos rumo à desnuclearização da Península Coreana.

Donald Trump e Kim Jong-un se reuniram pela primeira vez, em cúpula histórica em Cingapura, em junho do ano passado.

A imprensa americana diz que o representante especial dos Estados Unidos para a Coreia do Norte, Stephen Biegun, vai visitar na semana que vem Panmunjom, na zona desmilitarizada entre as coreias do Norte e do Sul. Biegun deve debater com autoridades norte-coreanas preparativos para a nova reunião entre Trump e Kim.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247