Separatistas e unionistas ficam empatados em pesquisa na Catalunha

Partidos pró-independência podem fracassar em ter uma maioria absoluta de assentos no Parlamento catalão nas eleições regionais no próximo mês, segundo pesquisa de opinião com partidos pró-unidade prestes a aumentarem suas parcelas de votos; estima-se que partidos separatistas catalães devem conquistar 46% dos votos, pouco abaixo dos 47,7% em uma eleição anterior em 2015; partidos unionistas teriam outros 46% dos votos, mais do que os 40% da última vez, de acordo com pesquisa de opinião da Metroscopia

Pessoas erguem bandeiras da Catalunha durante manifestação pela independência em Barcelona. 19/10/2014. REUTERS/Albert Gea
Pessoas erguem bandeiras da Catalunha durante manifestação pela independência em Barcelona. 19/10/2014. REUTERS/Albert Gea (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

BARCELONA (Reuters) - Partidos pró-independência podem fracassar em ter uma maioria absoluta de assentos no Parlamento catalão nas eleições regionais no próximo mês, segundo pesquisa de opinião publicada neste domingo, com partidos pró-unidade prestes a aumentarem suas parcelas de votos.

Não conseguir uma maioria no Parlamento regional seria um golpe para separatistas catalães que anunciaram a eleição de 21 de dezembro como um plebiscito de fato sobre a decisão de Madri de impor controle direto sobre a rica região no mês passado.

Na pior crise política da Espanha em décadas, a destituição do governo catalão separatista em outubro aliviou tensões por ora, embora uma vitória para o campo pró-independência em dezembro possa levar a região do nordeste do país de volta à incerteza.

Estima-se que partidos separatistas catalães devem conquistar 46 por cento dos votos, pouco abaixo dos 47,7 por cento em uma eleição anterior em 2015. Partidos unionistas teriam outros 46 por cento dos votos, mais do que os 40 por cento da última vez, de acordo com pesquisa de opinião da Metroscopia.

A pesquisa de opinião indica partidos pró-independência vencendo 67 assentos, um a menos do que a maioria absoluta necessária pra manter controle sobre o Parlamento regional.

Forças unionistas também ficariam longe de uma maioria neste cenário, embora pesquisas indiquem que um alto número de eleitores, cerca de 23 por cento, continua indeciso.

O partido de centro-direita Cidadãos, firmemente unionista, deve cimentar sua posição como maior força opositora, com 25,3 por cento dos votos, à frente da ala catalã do conservador Partido Popular, do primeiro-ministro Mariano Rajoy, que cai para 5,8 por cento e perde cinco de seus 11 assentos.

O comparecimento na eleição, que o ex-líder catalão Carles Puigdemont disse no sábado ser a mais importante na história da região, deve alcançar um recorde de 80 por cento.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247