Síria rechaça novo ataque de Israel

O som das explosões foi ouvido na capital síria, Damasco

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Israel realizou pela 9ª vez um ataque com mísseis à Síria. O Ministério da Defesa da Síria informou nesta quarta-feira (7) em seu site oficial que o exército nacional rechaçou um ataque de míssil perpetrado por Israel. A agressão deixou quatro soldados feridos e perdas materiais. 

"Aproximadamente às 12h56 de hoje, o inimigo israelense realizou um ataque aéreo com rajadas de foguetes da direção do território libanês contra alguns pontos nas proximidades de Damasco", anunciou o Ministério da Defesa.

Ao mesmo tempo, o comunicado militar oficial destaca que "nossa defesa aérea significa que enfrentamos mísseis de agressão e atingiu a maioria deles".

A mídia local detalha que o som da mídia defensiva e as explosões da agressão foram ouvidos em Damasco. Eles também especificam que um dos mísseis das defesas aéreas da Síria perseguiu um avião de combate inimigo israelense no espaço aéreo da região de fronteira e seu som foi ouvido no sul do Líbano.

Este é o nono ataque israelense até agora neste ano. A anterior ocorreu no dia 16 de março contra posições próximas à capital. Durante os anos da guerra de terrorismo contra a Síria, o Exército israelense lançou dezenas de ataques com mísseis em terras sírias, a maioria dos quais os meios de defesa aérea responderam e foram derrubados.

Hoje, os Estados Unidos e seus aliados, especialmente Israel, também intensificam uma guerra econômica contra a Síria por meio de ataques em alto mar contra petroleiros dirigidos a esta nação árabe. Em declarações recentes ao parlamento, o primeiro-ministro sírio, Hussein Arnous, revelou que petroleiros carregados de petróleo com destino à Síria estão sendo atacados ou interceptados em alto mar, informa a Prensa Latina.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email