Sonia Braga propõe boicote a hotel de Nova York que sediará homenagem a Bolsonaro

A atriz Sônia Braga propôs um boicote ao hotel Marriott, em Nova York, que sediará homenagem a Bolsonaro; "Rejeitamos a decisão do Marriott Times Square, em Nova York, de sediar o evento em homenagem ao presidente brasileiro de extrema-direita Jair Bolsonaro", disse

Sonia Braga propõe boicote a hotel de Nova York que sediará homenagem a Bolsonaro
Sonia Braga propõe boicote a hotel de Nova York que sediará homenagem a Bolsonaro (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A atriz Sônia Braga propôs um boicote ao hotel Marriott, em Nova York,  que sediará homenagem a Bolsonaro. "Rejeitamos a decisão do MARRIOT TIMES SQUARE, em Nova York, de sediar o evento em homenagem ao presidente brasileiro de extrema-direita Jair Bolsonaro", disse. 

Entenda: 

Depois de dois locais de evento de Nova York – o Museu Nacional de História Natural, no Central Park, e o Cipriani Hall, em Wall Street – se recusarem a sediar homenagem ao presidente Jair Bolsonaro, a Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, responsável pela premiação Person of the Year, encontrou nesta terça-feira um novo local: o hotel Marriott de Downtown Manhattan. 

O evento, previsto para 14 de maio, seria inicialmente no Museu Nacional, que deu para trás após sofrer pressão da comunidade ambiental e do prefeito da cidade, Bill de Blasio. Ele tem dificultado a realização da festa, valendo-se do argumento de que não seria possível garantir a segurança do evento, visto que muitos movimentos sociais se articulam contra sua realização. Leia mais aqui

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247