Sudão e Sudão do Sul chegam a acordo sobre petróleo

Expectativa é que após ter alcançado o acordo, no qual se fixam as taxas que o Sudão do Sul deve pagar pelo trânsito de petróleo pelo território do Sudão, se reinicie a produção de petróleo em breve, que ficou paralisada no último mês de janeiro

Sudão e Sudão do Sul chegam a acordo sobre petróleo
Sudão e Sudão do Sul chegam a acordo sobre petróleo (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Opera Mundi - O Sudão e o Sudão do Sul chegaram a um acordo sobre o conflito por petróleo que causou intensos confrontos na zona fronteiriça de ambos países nos últimos meses, anunciou neste sábado (04/08) o mediador da disputa, o ex-presidente sul-africano Thabo Mbeki.

A expectativa é que após ter alcançado o acordo, no qual se fixam as taxas que o Sudão do Sul deve pagar pelo trânsito de petróleo pelo território do Sudão, se reinicie a produção de petróleo em breve, que ficou paralisada no último mês de janeiro.

"As partes concordaram em todos os acordos financeiros a respeito do petróleo, então está definido", afirmou Mbeki sem fornecer detalhes.

"O que vai faltar, dado que já temos um acordo, é discutir os próximos passos, como quando as companhias petrolíferas devem ser avisadas para voltarem a produzir e exportar", completou.

Ele afirmou que os dois lados têm até 22 de setembro para resolver a questão de segurança e outros conflitos. Os rivais avançaram nos últimos dias com os dois lados fazendo concessões para terminar com a disputa. Juba havia parado sua produção em janeiro após o Sudão reivindicar milhões de barris de petróleo como parte de taxas não pagas pelo país ao sul.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email