Suicídio assombra France Télécom

Estatal francesa registrou 44 mortes a partir de 2009; violncia social da empresa apontada como responsvel pelas vidas perdidas

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247_ Os fantasmas dos suicídios de 44 trabalhadores da France Télécom, a partir de 2009, voltam a assombrar uma das maiores estatais francesas. Nesta terça-feira 26, quando se pensava que a onda de mortes havia sido superada, mais um empregado da estatal colocou fim à própria vida, em pleno estacionamento da empresa em Mérignac, nos arredors de Bordeaux. Ele ateou fogo em si mesmo A France Télécom é conhecida pelas metas ousadas e condições de trabalho bastante especiais. É comum, por exemplo, especialistas na extensão de cabos externos serem deslocados sem prévio aviso para a sessão de conserto de telefones. O presidente Nicolas Sarkozy, diante da crise dos suicídios, interferiu pessoalmente na administração da empresa, pedindo melhores condições para os empregados. Pelo jeito, seus esforços não tiveram sucesso. O trabalhador que se suicidou tinha 57 anos de idade e reclamava constantemente do que chamada de “violência social” da companhia. “Bordeaux é um dos piores endereços da France Télécom que, aqui, especialmente, pratica o que chamamos de ‘violência social’ contra os trabalhadores”, afirmou o sindicalista Sebastien Crozier.

A France Télécom tem cerca de 100 mil funcionários e convive com uma ameça de corte de mais de 20% de sua força de trabalho.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email