Tailândia aprova uso medicinal da maconha

A Tailândia liberou o uso e a pesquisa de maconha com fins medicinais, na primeira legalização da droga em uma região com algumas das mais rígidas leis antidrogas; "Este é um presente de Ano Novo da Assembleia Legislativa Nacional para o governo e o povo da Tailândia", disse Somchai Sawangkarn, presidente do comitê que elaborou a lei; a meconha, contudo, continua sendo ilegal e um tabu em boa parte do Sudoeste Asiático, região onde estão previstas algumas das piores penas para crimes ligados às drogas

Tailândia aprova uso medicinal da maconha
Tailândia aprova uso medicinal da maconha

Reuters - A Tailândia liberou nesta terça-feira o uso e a pesquisa de maconha com fins medicinais, na primeira legalização da droga em uma região com algumas das mais rígidas leis antidrogas.

O membros indicados do parlamento da Tailândia, país que até os anos 1930 tinha a tradição de utilizar maconha para o alívio de dor e cansaço, aprovaram uma emenda na legislação sobre narcóticos, datada de 1979, numa sessão extraordinária para tratar de uma série de projetos antes do recesso de Ano Novo.

"Este é um presente de Ano Novo da Assembleia Legislativa Nacional para o governo e o povo da Tailândia", disse Somchai Sawangkarn, presidente do comitê que elaborou a lei, durante a sessão, que foi transmitida pela TV.

Enquanto países como Colômbia e Canadá legalizaram a maconha para uso medicinal ou até mesmo recreativo, a droga continua sendo ilegal e um tabu em boa parte do Sudoeste Asiático, região onde estão previstas algumas das piores penas para crimes ligados às drogas.

Traficantes de maconha podem ser condenados à pena de morte em Cingapura, Indonésia e Malásia.

Mas, na Tailândia, a principal controvérsia sobre a legalização da droga girou em torno de pedidos de patente feitos por empresas estrangeiras, o que daria a elas o direito de dominar o mercado e tornar mais difícil para pacientes tailandeses conseguirem acesso a remédios feitos com substâncias da maconha, bem como dificultar o acesso de pesquisadores tailandeses a extratos da droga.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247