Tensão racial faz Fergunson declarar estado de emergência

Tropa de choque da polícia entrou em confronto com manifestantes nas ruas de Ferguson, no Estado norte-aericano de Missouri, marcando a data da morte a tiros de um jovem negro por policiais, ato que provocou um clamor nacional sobre as tensas relações raciais no país; cerca de 200 manifestantes entraram em confronto com os policiais, 23 pessoas fora detidas; autoridades declararam estado de emergência na segunda-feira para o subúrbio de Saint Louis e áreas adjacentes após policiais atiraram e ferirem gravemente um homem durante troca de tiros na noite de domingo

Policiais do Condado de Saint Louis durante manifestação em Ferguson, Missouri. 11/08/2015 REUTERS/Lucas Jackson
Policiais do Condado de Saint Louis durante manifestação em Ferguson, Missouri. 11/08/2015 REUTERS/Lucas Jackson (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - A tropa de choque da polícia entrou em confronto no início desta terça-feira com manifestantes nas ruas de Ferguson, no Estado norte-aericano de Missouri, marcando a data da morte a tiros de um jovem negro por policiais, ato que provocou um clamor nacional sobre as tensas relações raciais no país.

Cerca de 200 manifestantes, alguns com bandeiras, tambores e gritando contra a polícia, marcharam juntos por uma rua que foi o destaque de tumultos no ano passado, após o policial branco Darren Wilson matar Michael Brown, de 18 anos.

A polícia, com escudos, foi de encontro à multidão de manifestantes cerca da meia-noite, fazendo com que muitos gritassem e fugissem. Vinte e três pessoas foram presas, algumas por jogarem garrafas com água congelada e pedras nos policiais, de acordo com o Departamento de Polícia do Condado de Saint Louis.

Autoridades declararam estado de emergência na segunda-feira para o subúrbio de Saint Louis e áreas adjacentes após policiais atiraram e ferirem gravemente um homem durante troca de tiros na noite de domingo, estragando o que tinha sido um dia de manifestações pacíficas para marcar a data.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email