Trump abre seu plano para melar as eleições nos Estados Unidos

Trump segue insistindo na recontagem e abertura de processos judiciais, citando "irregularidades" quando grandes quantidades de votos para Biden surgiram em diversas regiões-chave no final da contagem dos votos

(Foto: REUTERS/Carlos Barría)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O presidente dos EUA, Donald Trump, recusou aceitar a vitória de Joe Biden, não obstante este ser considerado pela mídia vencedor das eleições de 3 de novembro.

Trump segue insistindo na recontagem dos votos e abertura de processos judiciais, citando "irregularidades" quando grandes quantidades de votos para Biden surgiram em diversas regiões-chave no final da contagem dos votos.

​Eu venci a eleição!

O líder norte-americano afirma que venceu as eleições de 2020, publicando também diversas mensagens no Twitter criticando os "sistemas de votação" da empresa Dominion Voting Systems, que fornece as máquinas e o software associado das eleições. Trump escreveu que os responsáveis do país "não podem permitir que os resultados falsos das eleições por correspondência de 2020 se mantenham".

​Por que a mídia fake news assume continuamente que Joe Biden vai assumir a presidência, não permitindo sequer que mostremos nossa versão, o que estamos nos preparando para fazer, o quanto nossa Constituição foi quebrada e violada nas Eleições 2020? Foi atacada, talvez como nunca antes! Desde um grande número de observadores que foram expulsos de salas de contagem de votos em muitos de nossos estados, até milhões de cédulas que foram alteradas pelos democratas, apenas para os democratas, para votar ...

Seu tweet foi imediatamente marcado com uma legenda dizendo "Fontes oficiais chamaram esta eleição de maneira diferente".

Trump acusou a Dominion Voting Systems de ser a responsável por o software de suas urnas eletrônicas atribuir erradamente votos aos democratas. Além disso, ele sugeriu que as "falhas" no processo de votação relatadas em algumas seções eleitorais no dia da eleição indicavam que os democratas estavam tentando "roubar" seus votos.

​"…a Dominion Voting Systems, rejeitada pelo Texas e muitos outros por não ser boa ou segura, os responsáveis pela salvaguarda de nossa Constituição não podem permitir que os resultados falsos das eleições por correspondência de 2020 se mantenham. O mundo está vendo!"

Na quarta-feira (11), a equipe de Trump afirmou que havia aberto uma ação judicial alegando irregularidades, incompetência e contagem ilegal de votos no estado de Michigan.

A recontagem dos votos pode ocorrer em Wisconsin e na Geórgia, enquanto na Pensilvânia as autoridades se recusaram a realizar a recontagem, afirmando que a diferença entre os candidatos é muito grande.

A contagem dos votos das eleições de 3 de novembro está levando mais tempo este ano, pois a pandemia de coronavírus causou um número sem precedentes de votos por correspondência.

No dia 7 de novembro, as principais redes de TV norte-americanas declararam a vitória do democrata Joe Biden, contudo a contagem oficialmente ainda não terminou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email