Trump aciona Justiça para suspender apurações em Michigan

A campanha do presidente dos Estados Unidos afirma que não teve acesso a todos os locais de contagem de votos para acompanhar a abertura das cédulas

Donald Trump, presidente dos EUA
Donald Trump, presidente dos EUA (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após o gerente da campanha para a reeleição de Donald Trump nos EUA, Bill Stepien, anunciar um pedido de recontagem de votos em Wisconsin, a campanha do republicano também declarou que entrou na Justiça para pedir a suspensão das apurações em Michigan, segundo a Fox News.

Stepien alega que a equipe de Trump não teve acesso a todos os locais de votação para acompanhar a abertura das cédulas. “Como os votos em Michigan continuam a ser contados, a corrida presidencial no estado continua extremamente acirrada, como sempre soubemos que seria. A campanha do presidente Trump não teve acesso significativo a vários locais de contagem para observar a abertura das cédulas e o processo de contagem, conforme garantido pela lei de Michigan", disse Bill Stepien.

"Nós entramos com uma ação hoje no Tribunal de Reivindicações de Michigan para interromper a contagem até que o acesso significativo seja concedido. Também exigimos a revisão das cédulas que foram abertas e contadas enquanto não tínhamos acesso significativo. O Presidente Trump está empenhado em garantir que todos os votos legais são contados em Michigan e em todos os outros lugares", completou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247