Trump anuncia tapetão na eleição dos Estados Unidos: tivemos que entrar na Suprema Corte

Durante entrevista na Virgínia, Donald Trump afirmou que ingressou com pedido para que a Suprema Corte determine que a votação no estado da Pensilvânia, que pode ser decisiva, não seja contada depois do dia da eleição. "Muitas coisas ruins podem acontecer quando fica esta indefinição", afirmou Trump

(Foto: REUTERS/Tom Brenner)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta terça-feira (3) que ingressou com pedido para que aSuprema Corte decida sobre a divulgação da votação na Pensilvânia, que pode ser decisiva nas eleições presidenciais norte-americanas. 

"A gente tem que ver esta questão da Pensilvânia. Infelizmente a gente teve que entrar na Suprema Corte, para pedir que os votos não sejam contados depois do dia da eleição. Isso vai dar um problema muito grande, pode demorar muitas semanas. O mundo inteiro ficar esperando, muitas coisas ruins podem acontecer quando fica esta indefinição", afirmou Trump. 

A declaração foi dada durante entrevista no comitê do Partido Republicano, na Virgínia. Um número recorde de votos antecipados - mais de 100 milhões - já foi dado em uma eleição que está sendo observada de perto em todo mundo.

Segundo o G1, devido ao sistema eleitoral indireto de escolha, alguns estados merecem mais atenção do que outros na eleição presidencial dos EUA. A Flórida, que já deve divulgar resultados consolidados na madrugada de quarta-feira (4), e a Pensilvânia, onde a apuração deverá demorar até que aponte um vencedor, tendem a ser mais decisivos na disputa entre o republicano Donald Trump e o democrata Joe Biden.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247