Trump celebra pleno emprego, enquanto Brasil já contabiliza 13 milhões de desempregados

O presidente dos EUA e ídolo de Bolsonaro celebrou a menor taxa de desemprego dos últimos 50 anos (3,6%), enquanto a economia brasileira entra em colapso e a política econômica de Temer/Bolsonaro só aumenta o índice de desemprego no Brasil, que já contabiliza 13 milhões de desempregados

Trump celebra pleno emprego, enquanto Brasil já contabiliza 13 milhões de desempregados
Trump celebra pleno emprego, enquanto Brasil já contabiliza 13 milhões de desempregados (Foto: Carlos Barria - Reuters)

247 - O presidente dos Estados Unidos e ídolo de Jair Bolsonaro, Donald Trump, celebrou a menor taxa de desemprego dos últimos 50 anos (3,6%), enquanto a economia brasileira entra em colapso e a política econômica de Temer/Bolsonaro só aumenta o índice de desemprego no Brasil, que já contabiliza 13 milhões de desempregados. Enquanto o presidente americano defende seu país e seu mercado com unhas e dentes, Bolsonaro entrega o mercado e os empregos brasileiros de graça aos EUA.

O baixo índice de desemprego deve ser uma das principais bandeiras de Trump na eleição de 2020. O presidente americano festejou o desemprego baixo nos EUA, ao comentar no Twitter que 'a América agora é número 1" e 'o melhor ainda está por vir'.

No Brasil, são 13,4 milhões de desempregados (12,7%), de acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A indústria também está entrando em colapso.

Dois terços dos setores industriais encerraram o primeiro trimestre com desempenho negativo, na comparação ao mesmo período do ano anterior, segundo levantamento do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) obtido para o jornal Valor Econômico.

A proporção de atividades com queda interanual passou de 35,5% para 66,6% dos 93 ramos industriais investigados do primeiro trimestre de 2018 para o primeiro trimestre de 2019.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247