Trump diz que democratas são 'lunáticos de esquerda'

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, Trump retomou uma agenda de campanha agressiva. Em ofensiva retórica contra seu rival, Joe Biden, na corrida presidencial, desferiu novo ataque aos democratas, que chamou de "lunáticos de esquerda"

Joe Biden e Donald Trump
Joe Biden e Donald Trump (Foto: REUTERS/Tom Brenner | REUTERS/Leah Millis)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em visita a Michigan, onde Joe Biden tinha estado da véspera, o presidente do s Estados Unidos, Donald Trump, candidato à reeleição, disse que seu rival "montará um governo de lunáticos de extrema esquerda". 

Trump tentou desviar a discussão sobre a pandemia de Covid-19, mas essa polêmica permanece. O candidato à reeleição pelo Partido Republicano está enfrentando resistências de autoridades locais preocupadas com o tamanho crescente de seus comícios e o desrespeito repetido de sua equipe às diretrizes de saúde pública destinadas a conter o surto do coronavírus, informa O Estado de S.Paulo

Trump negou ter mentido para a nação sobre o coronavírus enquanto continuava a lutar contra as consequências do novo livro do jornalista do Washington Post Bob Woodward. Em uma série de entrevistas com Woodward, o presidente falou sobre os perigos representados pelo vírus - mesmo quando os minimizou publicamente - e admitiu que tentou enganar o público.

O candidato democrata, por sua vez, tenta explorar o novo episódio. "Donald Trump sabia o tempo todo o quão mortal esse vírus é", disse Biden em uma arrecadação de fundos virtual. "Ele sabia e propositalmente minimizou porque tudo o que o preocupava era sua reeleição, não queria afetar o crescimento econômico."

Mas Trump continua dizendo que "não havia mentira" em seus comentários públicos que  frequentemente desdenhavam a pandemia e disse que estava apenas tentando projetar calma. 

Trump fez novas acusações aos democratas de que pretendem fechar fábricas de automóveis e atrasar a produção da vacina contra o coronavírus. O candidato à reeleição acusou também o democrata de querer encerrar as proibições de viagens que implementou, sobrecarregando o país "com imigrantes mal controlados de regiões jihadistas" e "refugiados de locais de terrorismo ao redor do mundo".

Trump voltou a atacar os manifestantes antirracistas, alertando seus eleitores de que sob a administração Biden, "lunáticos de extrema esquerda" seriam colocados no comando do governo federal e tribunais e subúrbios americanos seriam destruídos". E questionou? "Alguém quer ter um membro da 'Antifa' como residente de seu bairro? Acho que não". 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247