Trump diz que EUA já atingiram o pico de contágio para tentar reabrir a economia

"Estamos no topo da colina, com certeza estamos no topo da colina e agora estamos descendo. Em alguns casos, já iniciamos esse processo", disse ele

Presidente dos EUA, Donald Trump, durante entrevista coletiva na Casa Branca
Presidente dos EUA, Donald Trump, durante entrevista coletiva na Casa Branca (Foto: REUTERS/Al Drago)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputinik – Os EUA estão no auge da disseminação do coronavírus e, em algumas regiões, esta já começou a declinar, disse o presidente dos EUA, Donald Trump, a repórteres.

"Enquanto a área metropolitana de Nova York continua sua batalha contra o surto, todo o poder do governo federal está lá para apoiá-los", declarou o líder norte-americano durante o briefing diário da Casa Branca sobre COVID-19 na quinta-feira (9).

"Estamos no topo da colina, com certeza estamos no topo da colina e agora estamos descendo. Em alguns casos, já iniciamos esse processo", disse Trump sobre a pandemia no país norte-americano.

Segundo o vice-presidente americano Mike Pence, que também participou da coletiva de imprensa, os sinais de estabilização são cada vez mais nítidos nas regiões onde a situação com o coronavírus foi mais aguda, citando Nova York, Denver e Louisiana como exemplos.

O número de pessoas que morreram pelo coronavírus nos Estados Unidos chegou a 1.904 nas últimas 24 horas, segundo os últimos dados da Universidade Johns Hopkins.

Os casos da COVID-19 de Nova York saltaram para mais de 161 mil, colocando o estado norte-americano à frente da Espanha com 153 mil casos e da Itália com 143 mil, em número de infectados.

De acordo com os balanços mais recentes, nos EUA foram confirmados 466 mil casos de infecção por coronavírus, quase 17 mil pessoas morreram.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email