Trump diz que OMS foi "lenta e ineficaz" no combate à pandemia e ameaça cortar financiamento dos EUA

Ao dar briefing diário sobre a situação do coronavírus nos EUA, Donald Trump criticou a OMS, afirmando que a organização era "centrada na China", além de "muito lenta e ineficaz" em sua resposta à pandemia de coronavírus

Presidente dos EUA, Donald Trump, durante entrevista coletiva na Casa Branca
Presidente dos EUA, Donald Trump, durante entrevista coletiva na Casa Branca (Foto: REUTERS/Al Drago)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou nesta terça-feira, 7, interromper o financiamento do país à Organização Mundial da Saúde (OMS), em meio à pandemia do novo coronavírus. 

Ao dar seu briefing diário sobre a situação do coronavírus, Trump criticou a OMS, afirmando que a organização era "centrada na China", além de "muito lenta e ineficaz" em sua resposta à pandemia de coronavírus.

"A Organização Mundial da Saúde recebe grandes quantias de dinheiro dos Estados Unidos, pagamos a maior parte de seu dinheiro", disse Trump, argumentando que a organização  "considerou tudo errado"  na crise de Covid-19.

“Eles poderiam ter chamado meses antes, deveriam saber, e provavelmente sabiam. Vamos segurar o dinheiro gasto com a OMS”, disse o presidente. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247