Trump intensifica guerra tecnológica contra a China e proíbe negócios com aplicativos TikTok e WeChat

Donald Trump emitiu nesta quinta-feira duas ordens executivas proibindo que qualquer residente ou empresa nos Estados Unidos façam negócios com a ByteDance, dona do aplicativo TikTok, e com a Tencent, dona do WeChat. A alegação é a "segurança nacional" e "acesso de dados pelo Partido Comunista"

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente dos Estados Unidos decidiu proibir negócios com os aplicativos chineses TikTok e WeChat. O TikTok, que já estava no alvo de Trump, é um aplicativo usado por adolescentes, para compartilhamento de músicas e vídeos curtos. O WeChat é o "whatsapp chinês". 

Com a proibição, Trump dá mais um passo na guerra tecnológica que trava contra o gigante asiático. 

A sanção americana aumenta a pressão sobre a ByteDance, que se tornou um dos principais alvos do governo americano na disputa geopolítica com a China. 

O presidente estadunidense alega que o aplicativo de vídeos curtos, muito popular nos Estados Unidos e em todo o mundo, representa uma ameaça à segurança nacional, pela possibilidade de os dados dos usuários serem acessados por Pequim.

Uma das ordens executivas assinadas por Trump afirma que a coleta de dados pelo TikTok é uma ameaça por “permitir acesso do Partido Comunista Chinês a informações pessoais de americanos — potencialmente permitindo que a China rastreie a localização de funcionários e terceirizados federais, construa dossiês de informações pessoais para chantagem e conduza espionagem corporativa”.

“Esta aplicação móvel também pode ser usada para campanhas de desinformação que beneficiem o Partido Comunista Chinês”, diz o decreto, completando que os EUA “deve tomar ações agressivas contra os donos do TikTok para proteger nossa segurança nacional”.

A informação é do Globo

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email