Trump recua e diz que tropas militares não devem ser usadas contra manifestantes

Presidente dos EUA, Donald Trump, disse que não será necessário o uso das Forças Armadas para conter os protestos que tomaram conta do país após o assassinato de George Floyd. "Bem, depende, acho que não precisaremos", disse

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. 15/04/2020
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. 15/04/2020 (Foto: REUTERS/Leah Millis)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O presidente dos EUA, Donald Trump, disse em uma entrevista que não será necessário o uso das Forças Armadas para restaurar a ordem nas cidades no país, em meio aos protestos após o assassinato de George Floyd.

"Bem, depende, acho que não precisaremos", disse Trump após ser questionado se as Forças Armadas dos EUA serão enviadas para cidades afetadas por distúrbios em meio aos protestos.

Mais cedo nesta quarta-feira (3), o secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, disse durante uma coletiva de imprensa que não apoia a decisão de Trump de invocar a Lei de Insurreição, o que lhe permitiria ordenar o uso das Forças Armadas para reprimir protestos nos EUA.

Esper disse que as tropas ativas devem ser usadas nas operações policiais apenas como último recurso e os EUA não estão nessa situação no momento.

Os protestos que tomaram as ruas das cidades dos EUA começaram após o assassinato de George Floyd, um homem negro que morreu por asfixia sob custódia policial na cidade de Minneapolis, no dia 25 de maio. As manifestações avançaram para o país inteiro e cenas de violência, saques e vandalismo começaram a ser registradas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email