Trump volta a sinalizar que vai jogar a toalha e diz que sairá da Casa Branca se o Colégio Eleitoral eleger Biden

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou nesta quinta-feira que deixará a Casa Branca se o Colégio Eleitoral, que se reúne dia 14 de dezembro, eleger Joe Biden

(Foto: REUTERS/Carlos Barría)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Durante coletiva de imprensa na Casa Branca nesta quinta-feira (26), a primeira desde as eleições de 3 de novembro, Donald Trump disse que consideraria o voto do Colégio Eleitoral a favor de Biden como "um erro", mas afirmou que aceitaria o resultado. Ao mesmo tempo, confessou que admitir a derrota "será algo muito difícil" para ele.

Trump fez os comentários na residência presidencial após o tradicional discurso às tropas americanas estacionadas no exterior por ocasião do Dia de Ação de Graças. O presidente estadunidense se recusou a responder se comparecerá à cerimônia de posse de Biden, marcada para 20 de janeiro.

Ao contrário da maioria dos países do mundo, a população dos Estados Unidos não elege o presidente e o vice-presidente por voto direto, mas, atribui essa responsabilidade ao Colégio Eleitoral, composto por 538 eleitores representando todos os estados.

No dia 8 de dezembro, termina o prazo para a resolução de disputas eleitorais nos estados, incluindo recontagens e disputas judiciais a respeito. Posteriormente, os integrantes do Colégio Eleitoral se reunirão no dia 14 de dezembro para oficializar o resultado. Para ser declarado vencedor, o candidato deve obter pelo menos 270 votos eleitorais, número que Joe Biden ultrapassou, informa a RT.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247