Twitter censura jornalista nos EUA e há forte reação

Ação da rede social Twitter intimidou jornalistas, em cerco contra reportagem do jornal “New York Post”

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Jake Sherman, que escreve a influente newsletter Playbook, do site Politico, tuitou linkando a reportagem do New York Post sobre o filho de Joe Biden. Foi bloqueado e só voltou após apagar. Intimidado, disse que devia ter “lido com mais atenção” etc. A informação é do jornalista Nelson Sá, em sua coluna no jornal Folha de S.Paulo. 

A censura no Twitter foi generalizada e sem maior explicação, a ponto de seu CEO e fundador, Jack Dorsey, passar uma bronca pública na equipe, com um tuíte. Só então a plataforma justificou que proíbe “distribuir conteúdo obtido sem autorização”.

A reação contra a medida de censura foi imediata. “Hilário”, reagiu Jonathan Swan, jornalista do Axios. Já o  New York Times noticiou que o Twitter, assim como o Facebook, considerou a reportagem “dúbia”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247