CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Ucrânia quer ajuda internacional para rastrear Yanukovich

"Nós vamos checar tudo: todos os esquemas do antigo regime... Estamos fazendo essas checagens porque toda atividade do antigo regime foi construída com corrupção total", disse o procurador-geral em exercício do país, Oleh Makhnytsky; Ucrânia também pediu mandado internacional de prisão para o presidente deposto

Imagem Thumbnail
Ukraine's President Viktor Yanukovich looks on during a signing ceremony of an EU-mediated peace deal with opposition leaders at the presidential headquarters in Kiev in this picture taken on February 21, 2014. Protesters seized the Kiev office of Preside (Foto: Roberta Namour)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Reuters - A Ucrânia vai entrar em contato urgentemente com organizações internacionais para solicitar oficialmente ajuda para rastrear contas bancárias e bens controlados pelo presidente deposto Viktor Yanukovich e seus aliados, disse nesta quarta-feira o procurador-geral em exercício do país.

Oleh Makhnytsky disse em entrevista à Reuters que todos os acordos comerciais fechados durante o governo de Yanukovich serão revisados, e acusou o ex-líder e aliados de roubarem "não milhões mas bilhões".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Nós vamos checar tudo: todos os esquemas do antigo regime... Estamos fazendo essas checagens porque toda atividade do antigo regime foi construída com corrupção total", disse.

(Reportagem de Stephen Grey)

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Leia também reportagem da Agência Lusa sobre o assunto:

Ucrânia pede mandado internacional de prisão para Ianukóvitch

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A Ucrânia pediu hoje (26) “mandado internacional de prisão” para o presidente deposto, Viktor Ianukóvitch, procurado no país por “assassínios em massa” de manifestantes, informou o procurador-geral interino, Oleg Makhnitski.

“Ianukovitch está sendo procurado em escala internacional”, disse Makhnitski em entrevista à imprensa, mas não esclareceu se as autoridades ucranianas já fizeram um pedido formal à Interpol, a polícia internacional.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O procurador-geral adjunto, Mykola Golomcha, disse, pouco depois, que o presidente deposto ainda está na Ucrânia, mas não forneceu mais pormenores sobre o paradeiro de Ianukóvitch, que desapareceu durante o último fim de semana, após uma série de confrontos sangrentos na capital, Kiev.

“Dispomos de informações segundo as quais Ianukovitch ainda está na Ucrânia”, declarou Golomcha em entrevista à imprensa.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO