UE irá oferecer US$ 345 mi a produtores prejudicados pela E.Coli

Proposta foi feita pelo comissrio para a Agricultura, Dacian Ciolos, antes dareunio emergencial para discutir o surto, que acontece hoje



✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247, com agências – A União Europeia irá propor a ajuda de US$ 345 milhões aos agricultores prejudicados pela bactéria E.Coli, na Europa. A proposta foi feita pelo comissário da UE para a Agricultura, Dacian Ciolos, antes da reunião de emergência entre os ministros da Agricultura de todos os países do bloco a fim de discutir o surto de infecções, que acontece nesta terça-feira, em Luxemburgo.

Hoje, o chefe do setor de Saúde da UE lançou uma advertência à Alemanha pelas prematuras - e incorretas - conclusões sobre a origem da contaminação de alimentos que causou temor em toda a Europa e afetou exportações de agricultores. John Dalli, Comissário de Saúde e Política de Consumidores, afirmou ao Parlamento da UE em Estrasburgo que esse tipo de informação deve ser respaldada cientificamente e demonstrada antes de ser tornada pública.

Nos últimos dias, a Alemanha primeiro acusou os pepinos espanhóis, depois brotos de feijão alemães, antes de pedir desculpa por ter mencionado os dois produtos incorretamente como fontes do surto da E.coli. Dalli disse também que o problema está concentrado no norte da Alemanha, portanto não é necessário haver controles por toda a Europa.

continua após o anúncio

Segundo Dacian Ciolos, os ministros devem analisar a possibilidade de os produtores receberem dos cofres da União Europeia até 30% do custo dos legumes e verduras que não puderem ser vendidos por causa da crise. A associação espanhola de exportadores de frutas e hortaliças estima as perdas em 225 milhões de euros (cerca de R$ 520 milhões) por semana.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247