União Europeia pode fechar fronteiras

A livre circulao entre os pases membros do espao Schengen pode estar com os dias contados para combater a imigrao ilegal

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Roberta Namour, correspondente do 247 em Paris – Para enfrentar a imigração ilegal, a União Europeia está prestes a restabelecer medidas de controle nas fronteiras dos países pertencentes ao espaço Schengen, como é chamado o acordo de 27 nações do continente que regula a questão. Mas elas só serão autorizadas em condições bem estritas, em caso de situação de crise provocada por um fluxo importante de imigrantes, disseram os ministros do Interior das 27 nações em questão. O assunto foi colocado em pauta após os apelos do presidente francês, Nicolas Sarkozy, e do presidente italiano, Silvio Berlusconi, que há alguns meses enfrentam a invasão em massa de tunisianos.

A livre circulação representa uma das maiores conquistas europeias, há 16 anos em vigor. Nem todos os países, no entanto, estão de acordo com a medida. A questão será novamente debatida pelos chefes de Estado em uma cúpula no dia 24 de junho em Bruxelas. A conselheira Simonetta Sommaruga disse que a Suiça não tem certeza de aceitar a proposta. “Nós devemos absolutamente evitar que, diante de situações difíceis, haja reações contrárias dos países membros”, declarou o ministro francês Claude Guéant.

Entre as exceções do tratado de livre circulação de Schengen está a permissão aos Estados de fechar suas fronteiras em situações excepcionais, como em uma partida de futebol de risco ou uma ameaça à segurança. Essas cláusulas poderão ser ampliadas para controlar o fluxo de imigração ilegal, que aumentou muito depois da sequência de conflitos armados nos países ao norte da África.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email