Venezuela comemora restabelecimento de relações diplomáticas com a Espanha

Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, comemorou o anúncio feito pelo seu governo e o da Espanha para restabelecer as relações diplomáticas e o regresso dos embaixadores. "Anunciamos [a decisão de] restabelecer as relações, normalizá-las, sobre a base do respeito, do diálogo, da comunicação, da via diplomática", afirmou; em janeiro, as relações entre Espanha e Venezuela foram abaladas por causa das sanções estabelecidas pela União Europeia contra sete altos funcionários venezuelanos

Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, durante evento no Palácio de Miraflores, em Caracas 22/11/2017 Palácio de Miraflores/Divulgação via REUTERS
Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, durante evento no Palácio de Miraflores, em Caracas 22/11/2017 Palácio de Miraflores/Divulgação via REUTERS (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, comemorou nessa quarta-feira (18) o anúncio feito pelo seu governo e o da Espanha para restabelecer as relações diplomáticas e o regresso dos embaixadores. "Anunciamos [a decisão de] restabelecer as relações, normalizá-las, sobre a base do respeito, do diálogo, da comunicação, da via diplomática", afirmou o presidente venezuelano em mensagem no Facebook.

"Tomara que as relações melhorem, assim deve ser", acrescentou, ao mesmo tempo em que confirmou que o embaixador venezuelano Mario Isea viajará para Madri. Além disso, Maduro destacou sua admiração pela nação europeia e pelo povo espanhol, e disse que espera ampliar os laços de cooperação não só com a Espanha, mas também com a União Europeia. Em comunicado conjunto, o Ministério das Relações Exteriores e de Cooperação da Espanha e o Ministério de Relações Exteriores da Venezuela anunciaram o início do "processo de normalização das relações diplomáticas em benefício dos seus cidadãos, que estão unidos por estreitos vínculos que devem ser preservados".

No último mês de janeiro, as relações entre Espanha e Venezuela foram abaladas por causa das sanções estabelecidas pela União Europeia contra sete altos funcionários venezuelanos. No dia 25 do mesmo mês, o governo venezuelano declarou persona non grata o embaixador espanhol em Caracas, Jesús Silva Fernández, pelas "contínuas agressões e recorrentes atos de ingerência" do governo espanhol nos assuntos da Venezuela, e lhe deu um prazo de 72 horas para deixar o país. No dia seguinte, o governo espanhol fez o mesmo com o embaixador da Venezuela em Madri, Mario Isea

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247