Venezuela decreta prisão de 22 mercenários por tentativa de sequestrar Maduro

Ministério Público do país sul-americano também requeriu da Justiça emissão de ordem de captura internacional contra o assessor de Guaidó, Juan José Rendón, e do estadunidense Jordan Goudreau, dono da empresa Silvercorp, contratada para fazer o serviço

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - Nesta sexta-feira (8), o procurador-geral da Venezuela, Tarek William Saab, solicitou à Justiça do país a prisão preventiva de 22 pessoas que participaram da fracassada tentativa de invasão ao território venezuelanos nos dias 3 e 4 de maio.

O Ministério Público venezuelano também pediu à Justiça que emitisse uma ordem de captura internacional ao consultor político Juan José Rendón, conhecido por já ter sido assessor de líderes latinos como os ex-presidentes do México, Enrique Peña Nieto, e da Colômbia, Juan Manuel Santos, além do atual presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández.

Rendón é venezuelano, e atualmente assessora o líder opositor Guaidó. Recentemente, ele confessou, em entrevista para a CNN en Español, que contratou a empresa Silvercorp, para realizar o ataque frustrado do último fim de semana, serviço pelo qual teria pago 50 mil dólares adiantado.

Continue lendo na Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247