Venezuela e Nicarágua oferecem asilo a Snowden

"Como chefe de Estado e de governo da República Bolivariana da Venezuela decidi oferecer asilo humanitário ao jovem norte-americano Edward Snowden para que na pátria de Bolívar e de Chávez possa vir a viver da perseguição imperial norte-americana", disse o presidente venezuelano, Nicolás Maduro; Nicarágua também indicou disposição de receber o americano “se houver condições”

Venezuela e Nicarágua oferecem asilo a Snowden
Venezuela e Nicarágua oferecem asilo a Snowden

Agência Brasil

Caracas - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou sexta-feira (5) que o seu governo oferecerá "asilo humanitário" ao ex-consultor da CIA (agência de inteligência dos Estados Unidos) norte-americano Edward Joseph Snowden.

"Eu, como chefe de Estado e de Governo da República Bolivariana da Venezuela, decidi oferecer asilo humanitário ao jovem norte-americano Edward Snowden, para que na pátria de [Simón] Bolívar e de [Hugo] Chávez, possa viver [livre] da perseguição imperial norte-americana", disse.

O anúncio do presidente da Venezuela ocorreu em um desfile militar, em Caracas, durante as celebrações do 202º aniversário da independência do país, em 5 de julho de 1811.

"Eu anuncio aos governos amigos do mundo que decidimos oferecer esta figura do direito humanitário internacional para proteger este jovem Snowden da perseguição do mais poderoso império do mundo contra um jovem que o que fez foi dizer a verdade", disse Nicolás Maduro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247