Venezuela espera que EUA autorizem negociações entre governo e oposição

O governo venezuelano espera que Washington permita que a oposição liderada por Juan Guaidó entre em negociações com o governo do presidente Nicolás Maduro, disse o ministro venezuelano de Relações Exteriores, Jorge Arreaza, em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (25)

Venezuela espera que EUA autorizem negociações entre governo e oposição
Venezuela espera que EUA autorizem negociações entre governo e oposição
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O governo venezuelano espera que Washington permita que a oposição liderada por Juan Guaidó entre em negociações com o governo do presidente Nicolás Maduro, disse o ministro venezuelano de Relações Exteriores, Jorge Arreaza, em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (25).

"Estamos esperando a Casa Branca dar autorização à oposição venezuelana para que eles se sentem para dialogar conosco", disse Arreaza.

O chanceler venezuelano acrescentou que esta questão está entre os tópicos que ele discutiu na quinta-feira com o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres.

A situação em torno da Venezuela continua tensa meses depois que o líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, se autoproclamou presidente interino do país e questionou a legitimidade da reeleição de Maduro.

Washington imediatamente endossou Guaidó e pediu a Maduro que renunciasse. Maduro, por sua vez, acusou os Estados Unidos de tentarem orquestrar um golpe para assumir os recursos naturais da Venezuela. Rússia, China, Cuba, Bolívia, Turquia e vários outros países expressaram seu apoio a Maduro como o único presidente legítimo da Venezuela.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247