Venezuela faz "lista negra" de quem passou férias no exterior

“Onde estará passando as férias a trilogia do mal e a direção opositora? Certamente não é na Venezuela!”, disse a ministra Delcy Rodríguez, em sua conta no Twitter, sobre supostos “desertores” da pátria como Henrique Capriles, que passou as festas de final de ano nos EUA; em seguida, comparou com o presidente venezuelano, Nicolás Maduro: “O presidente operário recebeu o ano junto com o povo, acompanhado do prefeito de Caracas e membros de seu gabinete nacional na Praça Bolívar!”

“Onde estará passando as férias a trilogia do mal e a direção opositora? Certamente não é na Venezuela!”, disse a ministra Delcy Rodríguez, em sua conta no Twitter, sobre supostos “desertores” da pátria como Henrique Capriles, que passou as festas de final de ano nos EUA; em seguida, comparou com o presidente venezuelano, Nicolás Maduro: “O presidente operário recebeu o ano junto com o povo, acompanhado do prefeito de Caracas e membros de seu gabinete nacional na Praça Bolívar!”
“Onde estará passando as férias a trilogia do mal e a direção opositora? Certamente não é na Venezuela!”, disse a ministra Delcy Rodríguez, em sua conta no Twitter, sobre supostos “desertores” da pátria como Henrique Capriles, que passou as festas de final de ano nos EUA; em seguida, comparou com o presidente venezuelano, Nicolás Maduro: “O presidente operário recebeu o ano junto com o povo, acompanhado do prefeito de Caracas e membros de seu gabinete nacional na Praça Bolívar!” (Foto: Roberta Namour)

247 – O Ministério da Comunicação e Informação (MinCl) da Venezuela divulgou o nome de cidadãos que saíram do país para as férias de fim de ano.

A ministra titular a pasta, Delcy Rodríguez, chegou a ironizar os supostos “desertores” da pátria em sua conta no Twitter: “Onde estará passando as férias a trilogia do mal e a direção opositora? Certamente não é na Venezuela!”. Ela faz referência a Henrique Capriles, governador de Miranda e ex-candidato presidencial, à deputada María Corina Machado e ao ex-prefeito do município de Chacao, também na região de Caracas, Leopoldo López.

Em seguida, ela comparou com o presidente venezuelano, Nicolás Maduro: “O presidente operário recebeu o ano junto com o povo, acompanhado do prefeito de Caracas e membros de seu gabinete nacional na Praça Bolívar!”.

Além de líderes políticos, a lista inclui ainda Lorenzo Mendoza, proprietário das Empresas Polar, o maior grupo empresarial privado do país, e a ativista de direitos humanos Rocío San Miguel. Também pelo Twitter, Rocío disse que tomará medidas legais contra a ministra por ter “violado seus direitos constitucionais de dignidade e privacidade” (Com informações do El País).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247