Venezuela lança criptomoeda com lastro em ativos petrolíferos

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, anunciou nesta terça-feira (30) que no dia 20 de fevereiro começará a pré-venda da criptomoeda venezuelana, batizada de “petro”; moeda virtual conta com "ativos petrolíferos" como lastro, segundo o próprio presidente; ele declarou que a petro, no início, terá como respaldo "a riqueza do campo I do bloco Ayacucho da faixa petrolífera do Orinoco" e destacou que cada unidade dessa criptomoeda equivale ao preço de um barril de petróleo

Venezuela lança criptomoeda com lastro em ativos petrolíferos
Venezuela lança criptomoeda com lastro em ativos petrolíferos (Foto: Palácio de Miraflores/Divulgação via REUTERS)

Da Agência EFE

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou nesta terça-feira (30) que no dia 20 de fevereiro começará a pré-venda da criptomoeda venezuelana, batizada de “petro”, e informou que nesta quarta serão divulgadas as condições de funcionamento deste dinheiro digital. A informação é da EFE.

A emissão da criptomoeda, anunciada por Maduro no final do ano passado, conta com "ativos petrolíferos" como lastro, segundo o próprio presidente. Ele declarou que a petro, no início, terá como respaldo "a riqueza do campo I do bloco Ayacucho da faixa petrolífera do Orinoco" e destacou que cada unidade dessa criptomoeda equivale ao preço de um barril de petróleo.

O líder venezuelano apresentou, além disso, o "white paper" ou “livro branco”, em que são "mostradas todas as condições de criação, funcionamento e respaldo da criptomoeda".

Ao ler alguns dos pontos contidos no livro, Maduro disse que "poderão ser adquiridos petros em pré-venda, na oferta inicial e no mercado secundário, uma vez concluído o processo de venda inicial" e que "o total de petros emitidos em circulação durante o primeiro ano será de mais de 100 bilhões de petros".

Sistema mais justo

O “livro branco” foi criado por "especialistas nacionais e mundiais", afirmou o presidente venezuelano, para quem o petro "servirá como plataforma para o crescimento de um sistema financeiro mais justo e favorável ao sistema financeiro nacional".

"A moeda será negociada de forma segura e direta para evitar bloqueios e embargos" e "evitará o alto custo transacional das companhias e bancos processadores de pagamento", acrescentou Maduro, além de ressaltar que "o petro estará disponível de maneira livre em casas de câmbio eletrônico no mundo todo".

O governo venezuelano começará a venda com um "token (dispositivo eletrônico gerador de senhas, geralmente sem conexão física com o computador) de características ERC20", e que amanhã “o ministro da Educação Universitária, Ciência e Tecnologia, Hugbel Roa, e o superintendente da criptomoeda, Carlos Vargas, darão detalhes a respeito”.

Mais informações sobre a criptomoeda serão divulgadas no portal http://www.elpetro.gov.ve.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247