Venezuela repatria emigrantes que estavam no Peru, que declara emergência na fronteira

Nesta terça-feira (28), o Ministério das Relações Exteriores da Venezuela emitiu um comunicado informando sobre a repatriação de 89 venezuelanos que sofreram no Peru manifestações "infames de xenofobia e de delitos de ódio", alentadas – denunciou o governo – por "centros de poder das oligarquias e governos de direita do continente"

Venezuela repatria emigrantes que estavam no Peru, que declara emergência na fronteira
Venezuela repatria emigrantes que estavam no Peru, que declara emergência na fronteira

247 com Reuters e AVN - Nesta terça-feira (28), o Ministério das Relações Exteriores da Venezuela emitiu um comunicado informando sobre a repatriação de 89 venezuelanos que sofreram no Peru manifestações "infames de xenofobia e de delitos de ódio", alentadas – denunciou o governo – por "centros de poder das oligarquias e governos de direita do continente".

No mesmo dia, o governo do Peru declarou emergência na fronteira norte, informando que vários distritos na fronteira com o Equador estão em situação de emergência por "perigo iminente" para a saúde devido ao fluxo maciço de venezuelanos.

A emergência por 60 dias, em um decreto assinado pelo presidente Martín Vizcarra, foi declarada para os distritos de Aguas Calientes, Zarumilla e Tumbes, onde nos últimos dias chegaram muitos venezuelanos, antes do início da exigência de passaporte, na semana passada.

Cerca de 420 mil venezuelanos estão no Peru, quatro vezes mais do que no ano passado, segundo o escritório de migrações do país.

Representantes de Colômbia, Equador e Peru se reunirão esta semana em Bogotá para buscar respostas para o problema migratório com os venezuelanos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247