Verdades expõem mentiras dos EUA sobre defesa dos direitos humanos

Comentário da Rádio Internacional da China expõe as mentiras dos EUA, o chamado "defensor dos direitos humanos", o chamado "defensor dos direitos humanos"

Supremacistas brancos em ação, exemplo de racismo e violação dos direitos humanos nos EUA
Supremacistas brancos em ação, exemplo de racismo e violação dos direitos humanos nos EUA (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Dias atrás, os Estados Unidos elaboraram o chamado Relatório de 2020 sobre Direitos Humanos com base em boatos e materiais fabricados e, como de costume, vêm manchando e apontando dedos para a situação dos direitos humanos em outros países. No entanto, os próprios EUA têm um monte de problemas nesta área, ressalta a Rádio Internacional da China em comentário.

Desordem democrática

A desordem no sistema democrático levou ao caos político que, por sua vez, dilacerou a sociedade americana. A “política do dinheiro” distorceu a opinião pública e transformou as eleições em uma “performance solo” para a classe rica. O The Wall Street Journal comentou no seu site em 9 de novembro passado que nas eleições de 2020, a confiança dos cidadãos na democracia do próprio país caiu para o mínimo nos últimos 20 anos.

Problema de racismo

As comunidades minoritárias nos Estados Unidos sofrem de discriminação racial sistemática e se encontram em uma situação difícil. O caso da morte do afro-americano George Floyd por um policial branco foi ao tribunal para julgamento em 29 de março.

O jornal Boston Globe lamentou que Shovan (o policial branco suspeito de matar Floyd) não será o único réu no tribunal, pois os próprios Estados Unidos também serão levados ao julgamento. Estatísticas federais do país mostram que jovens afro-americanos têm 21 vezes mais probabilidade de serem baleados pela polícia do que jovens brancos. As populações de origem asiática e latino-americana também são vítimas da discriminação racial por longo tempo.

Epidemia sem controle

Com menos de 5% da população global, os Estados Unidos registraram até agora mais de 25% do número mundial de casos confirmados de Covid-19, e quase 20% da totalidade global. Mais de 550 mil norte-americanos perderam suas preciosas vidas.

Violação das regras internacionais

Retirar-se flagrantemente da Organização Mundial da Saúde, abandonar o Acordo de Paris, ameaçar instituições internacionais com comportamento de bullying, impor sanções unilaterais, perdoar criminosos de guerra que massacram civis em outros países, entre outras violações.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email