Viagem pelo Irã. Um ensaio de Carlos Latuff

Influente, poderoso e um dos maiores países do Oriente Médio, o Irã é retratado, junto com seu povo e sua cultura, neste ensaio do cartunista Carlos Latuff; confira imagens feitas no país na semana passada

Influente, poderoso e um dos maiores países do Oriente Médio, o Irã é retratado, junto com seu povo e sua cultura, neste ensaio do cartunista Carlos Latuff; confira imagens feitas no país na semana passada
Influente, poderoso e um dos maiores países do Oriente Médio, o Irã é retratado, junto com seu povo e sua cultura, neste ensaio do cartunista Carlos Latuff; confira imagens feitas no país na semana passada (Foto: Gisele Federicce)

247 – Nação de uma das civilizações mais antigas do mundo, o Irã é, há muitos anos, foco do noticiário internacional por sua influência e importância econômica. Um país de contradições, que abriga, de um lado, uma comunidade pobre e conservadora, e de outro, rica e liberal, cenário muito bem representado na populosa capital, Teerã.

Trata-se do mais poderoso país muçulmano xiita do mundo e a segunda maior nação do Oriente Médio. Apesar de ter sido um dos fundadores da Organização das Nações Unidas, é alvo de críticas pelo que a ONU considera um pobre desempenho em matéria de direitos humanos. Sofre também sanções comerciais dos Estados Unidos e da Europa pelo desenvolvimento de seu programa nuclear.

Em viagem feita ao país na semana passada, o cartunista Carlos Latuff fez imagens de suas diferentes faces. Confira o ensaio produzido em parceria com o 247:



Outdoor no centro de Teerã mostra Barack Obama como Shimr, que para os muçulmanos xiitas foi o assassino do neto do profeta Maomé. No poster, Obama aponta um míssil israelense para um bebê palestino.




O chador negro é presença marcante, mas algumas mulheres cobrem apenas a cabeça (hijab). Em meus dias no Irã conheci as que usam por convicção religiosa e outras por serem obrigadas.






Assim como no Rio de Janeiro, no metrô de Teerã existem vagões exclusivos para mulheres, como forma de evitar abusos cometidos por homens quando o trem está lotado.




A gente simples das montanhas de Lavasan, nos arredores de Teerã.






Imagens de mártires da Revolução Iraniana, bem como da guerra Irã-Iraque, estão espalhadas por cada canto da capital. Estima-se que pelo menos 300 mil iranianos tenham morrido em 7 anos de conflito.




Apesar das sanções econômicas impostas por Estados Unidos e Europa por conta do programa nuclear iraniano, não há sinais visíveis dos efeitos desse embargo na vida cotidiana.




Muçulmano faz suas orações no mausoléu do Aiatolá Khomeini, líder da Revolução Iraniana, morto em 1989.




O túmulo de Khomeini recebe diariamente muitos visitantes, muitos deles fazem questão de serem fotografados diante do mausoléu.


Estátua faz referência ao Ghadir Khumm, dia em que, para os muçulmanos xiitas, o profeta Maomé ergueu a mão de Ali e o fez seu sucessor.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247