Violência deixa mais 9 mortos no Iêmen

Desde o domingo, morreram 100 pessoas no pas, na pior fase de violncia entre foras do regime e da oposio em meses

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pelo menos nove pessoas morreram nesta quinta-feira, quando ocorreram novos episódios de violência na capital do Iêmen, Sanaa. Houve confrontos nas ruas entre forças leais ao regime e grupos de oposição, informaram funcionários do setor de saúde e das forças de segurança.

As autoridades disseram que seis pessoas morreram no centro de Sanaa, quando as forças do governo dispararam contra milhares de manifestantes. Francoatiradores também atiraram nos civis. Outras três pessoas morreram atingidas por uma bomba no distrito de Hasbah, no norte da capital. Nessa área vivem vários dos líderes tribais que mudaram de posição em março e passaram a apoiar a oposição ao regime de 33 anos do presidente Ali Abdullah Saleh.

Desde o domingo, morreram 100 pessoas no Iêmen, na pior fase de violência em meses. As mortes dificultam as negociações para encerrar a crise política no país. Um plano de países do Golfo, apoiado pelos Estados Unidos, prevê a renúncia de Saleh em troca de imunidade, com a posse do vice-presidente e a convocação de eleições.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247