"Vitória de Lula poderá ser golpe mortal na extrema direita global", diz a deputada europeia Joana Mortágua

Joana Mortágua, portuguesa do Bloco de Esquerda, ainda ressaltou que do golpe contra Dilma Rousseff (PT) saiu a prisão do ex-presidente e a vitória do Bolsonaro, transformando o Brasil num “laboratório da extrema direita na Europa e no Mundo”

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução/Youtube | Reprodução/Twitter)


247 - Durante ato em Madri (Espanha) com o ex-presidente Lula (PT), a deputada europeia Joana Mortágua, portuguesa do Bloco de Esquerda, destacou que a vitória do petista nas eleições brasileiras de 2022 contra Jair Bolsonaro poderá ser o golpe mortal na extrema direita global.

“A possibilidade de Lula se candidatar às eleições no Brasil significa destruir o laboratório de extrema direita em que o Brasil se tornou e dar um golpe na extrema direita no mundo, e um alento de esperança para esquerda [...] e mostrar que as alianças progressistas são possíveis”, disse.

Ela ainda ressaltou que do golpe contra Dilma Rousseff (PT), através do impeachment sem crime de responsabilidade em 2016, saiu a prisão do ex-presidente e a vitória do Bolsonaro, transformando o Brasil num “laboratório da extrema direita na Europa e no Mundo”.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email