Wikileaks revela complô de Hillary com a mídia americana

As mensagens sugerem que membros do gabinete democrata impunham a pauta e o conteúdo de notícias relativas à campanha de Clinton, chegando a redigir os artigos publicados sobre ela por diversos veículos de mídia, favorecendo assim a sua candidatura

Hillary Clinton
Hillary Clinton (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Sputinik

A WikiLeaks publicou a quarta e a quinta parte das correspondências eletrônicas roubadas por hackers da caixa postal de John Podesta, o chefe da campanha eleitoral da candidata à Presidência dos EUA pelo Partido Democrata, Hillary Clinton.

A quarta parte revela 673 e-mails de Podesta relacionados à suposta relação de Clinton com a grande mídia dos EUA. As mensagens sugerem que membros do gabinete democrata impunham a pauta e o conteúdo de notícias relativas à campanha de Clinton, chegando a redigir os artigos publicados sobre ela por diversos veículos de mídia, favorecendo assim a sua candidatura.

Já a quinta parte das correspondências reveladas trata de assuntos pessoais e cotidianos, incluindo o que seria uma receita secreta de Podesta para o preparo de um “risoto magnífico”.

Vale destacar, que no início de outubro o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, prometeu através de uma vídeo-conferência publicar até o final deste ano “informação significativas” sobre governos de três países e as eleições dos EUA.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247