Xi Jinping defende desenvolvimento dos direitos humanos na China e no mundo

O presidente chinês, Xi Jinping, prometeu manter o caminho do desenvolvimento dos direitos humanos e promover o desenvolvimento humano abrangente; em documento enviado a evento realizado nesta segunda-feira, em Pequim, para comemorar o 70º da Declaração Universal dos Direitos Humanos, Xi destacou que se trata de documento significativo na história da civilização humana

Xi Jinping defende desenvolvimento dos direitos humanos na China e no mundo
Xi Jinping defende desenvolvimento dos direitos humanos na China e no mundo (Foto: � David Moir / Reuters)

247, com Xinhua - O presidente chinês, Xi Jinping, prometeu manter o caminho do desenvolvimento dos direitos humanos e promover o desenvolvimento humano abrangente; em documento enviado a evento realizado nesta segunda-feira, em Pequim, para comemorar o 70º da Declaração Universal dos Direitos Humanos, Xi destacou que se trata de documento significativo na história da civilização humana.

Xi, que é também secretário-geral do Comitê Central do Partido Comunista da China (PCC), deu as declarações em uma carta de congratulações a um simpósio que celebrou o 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos nesta segunda-feira (10) em Pequim.

Na carta, Xi chamou a declaração de documento significativo na história da civilização humana e reconheceu seu impacto profundo no desenvolvimento da causa dos direitos humanos em todo o mundo.

De acordo com ele, os chineses trabalharão com os povos de outros países para defender os valores comuns da humanidade, que são a paz, o desenvolvimento, a igualdade, a justiça, a democracia e a liberdade, para salvaguardar a dignidade humana e os direitos, de modo a promover uma governança global mais justa, sólida e inclusiva dos direitos humanos e construir uma comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade.

Observando que o PCC sempre toma como meta o desenvolvimento humano, Xi disse que centenas de milhões de chineses tiveram suas vidas melhoradas desde a fundação da República Popular da China, em 1949, particularmente nas últimas quatro décadas de reforma e abertura.

O país tem combinado o princípio da universalidade dos direitos humanos com a realidade dos tempos modernos e permanece comprometido com um caminho de desenvolvimento dos direitos humanos que se encaixa no contexto chinês, enfatizou o presidente.

Segundo ele, a China adere à visão dos direitos humanos focada no povo, considera os direitos à subsistência e ao desenvolvimento como direitos humanos primários e básicos, e trabalha para o desenvolvimento coordenado dos direitos econômicos, políticos, sociais, culturais e ambientais do povo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247