Xi Jinping e especialistas dizem que Iniciativa do Cinturão e Rota trará benefícios para os povos

O presidente chinês, Xi Jinping, enfatizou nesta segunda-feira (27) que a cooperação abrangente e sólida sob a Iniciativa do Cinturão e Rota beneficiará os povos dos países envolvidos e contribuirá para construir uma comunidade com futuro compartilhado para a humanidade

Xi Jinping e especialistas dizem que Iniciativa do Cinturão e Rota trará benefícios para os povos
Xi Jinping e especialistas dizem que Iniciativa do Cinturão e Rota trará benefícios para os povos (Foto: JOHANNES EISELE)

247, com Diário do Povo - O presidente chinês, Xi Jinping, enfatizou nesta segunda-feira (27) que a cooperação abrangente e sólida sob a Iniciativa do Cinturão e Rota beneficiará os povos dos países envolvidos e contribuirá para construir uma comunidade com futuro compartilhado para a humanidade.

Xi, que é também secretário-geral do Comitê Central do Partido Comunista da China (PCCh) e presidente da Comissão Militar Central, discursou em um simpósio realizado no Grande Salão do Povo que marcou o 5º aniversário da Iniciativa.

O vice-premiê Han Zheng, também membro do Comitê Permanente do Birô Político do Comitê Central do PCCh e chefe do grupo dirigente para a promoção do desenvolvimento da Iniciativa do Cinturão e Rota , presidiu a reunião.

A iniciativa chinesa repercute em vários países e recolhe impressões positivas de especialistas. "As notáveis ​​realizações da Iniciativa Cinturão e Rota nos primeiros cinco anos mostram que esta se alinha aos interesses da China e dos outros países participantes", disse Julio Rios, especialista sênior do Instituto Galego de Análise e Documentação Internacional, um think tank espanhol.

Pierre Picard, especialista em China na Universidade de Paris VIII, disse que a Iniciativa Cinturão e Rota "trouxe novas oportunidades de crescimento em regiões que vão do sudeste da Ásia e Ásia Central ao norte da África, beneficiando o desenvolvimento nacional".

A iniciativa oferece oportunidades de desenvolvimento para a África, além de experiências para aprender, especialmente para países como a Tanzânia que buscam a industrialização, disse Honest Prosper Ngowi, professor de economia da Universidade de Mzumbe, na Tanzânia.

Por seu turno, Stephen Perry, presidente do 48 Group Club do Reino Unido, elogiou a Iniciativa Cinturão e Rota como "o conceito transformador deste século".

Especialistas de várias áreas disseram que a inclusão e abertura incorporadas na Iniciativa Cinturão e Rota contribuem para a melhoria do modo de crescimento global, governança global e globalização econômica.

Berthold Kuhn, especialista em China da Universidade Livre de Berlim disse que a iniciativa é de grande importância para a comunidade internacional e para o sistema de governança global, em um momento em que o unilateralismo está em ascensão, acrescentou.

Sudheendra Kulkarni, ex-presidente da Observer Research Foundation, um think tank indiano, disse que a iniciativa chinesa está levando a um novo tipo de globalização ao remodelar o sistema de governança global para ser mais representativo, inclusivo, aberto e mais justo.

Ronnie Lins, diretor do Centro China-Brasil de Pesquisa e Negócios, disse que a iniciativa Cinturão e Rota está levando os países a aumentar a participação na cooperação internacional, ajudando a otimizar a ordem política e econômica global.

Em seu discurso na segunda-feira, Xi disse que a Iniciativa Cinturão e Rota é uma iniciativa de cooperação econômica, não uma aliança geopolítica ou uma liga militar. Além disso, é um processo aberto e inclusivo, em vez de um bloco exclusivo ou "clube chinês".

Para o diplomata sérvio Zivadin Jovanovic, a Iniciativa Cinturão e Rota em sua implementação até agora, provou estar aberta a todos os países e regiões. Não é de forma alguma um clube exclusivo ou politicamente vinculativo.

David Gosset, especialista francês em relações internacionais e fundador do Fórum Europa-China, disse que a iniciativa é uma oportunidade histórica para a maioria dos europeus.

Hassan Rajab, diretor do Instituto Confúcio da Universidade do Canal de Suez, no Egito, disse que a China está tentando melhorar a ordem mundial ao implementar a iniciativa. Ele espera que isso tenha sucesso, porque a China adotou uma abordagem ganha-ganha com outros países.

U Khin Maung Lynn, secretário-geral do Instituto de Estudos Estratégicos e Internacionais de Mianmar, disse que o discurso de Xi fará com que as pessoas tenham uma compreensão mais profunda da Iniciativa Cinturão e Rota.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247