O caso wikipédia

‘Wikipédia, que sempre prezou pela transparência, não mostra critérios do que não é fonte confiável?’, indaga professora da UFF

Thaiane Oliveira avalia que o episódio envolvendo o 247 é “questão central para ligar o sinal de alerta sobre o lobby a editores” da plataforma

www.brasil247.com - Thaiane Oliveira
Thaiane Oliveira (Foto: Reprodução)


247 - Professora da Universidade Federal Fluminense (UFF) que estuda desinformação, Thaiane Oliveira comentou na TV 247 o caso envolvendo a Wikipédia e o Brasil 247, que por uma articulação coordenada por um militante apoiador do candidato a presidente Ciro Gomes (PDT), foi classificado como ‘fonte não confiável’. De acordo com a professora, o episódio “pode parecer banal na Wikipédia, mas é muito mais danoso à nossa democracia do que aparenta ser. A forma como isso tem ocorrido é gravíssima”.

O caso, alerta Thaiane Oliveira, é “questão central para ligar o sinal de alerta sobre o lobby a editores” da Wikipédia.

“Como a gente pode atribuir a responsabilidade à Wikipédia ao definir o que é uma mídia confiável e o que não é sem estabelecer esses critérios? É uma plataforma que sempre prezou pela transparência, pela participação pública, pela construção colaborativa da informação. Como não apresentam esses critérios do que é confiável e o que não é confiável?”, questionou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email