40% dos deputados que analisarão impeachment são alvo do STF

Comissão especial que analisará o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, eleita por meio de voto secreto na Câmara nessa semana, tem 15 dos 39 deputados com pendências no Supremo Tribunal Federal, dois deles pela Operação Lava Jato; quatro parlamentares já são réus

Comissão especial que analisará o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, eleita por meio de voto secreto na Câmara nessa semana, tem 15 dos 39 deputados com pendências no Supremo Tribunal Federal, dois deles pela Operação Lava Jato; quatro parlamentares já são réus
Comissão especial que analisará o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, eleita por meio de voto secreto na Câmara nessa semana, tem 15 dos 39 deputados com pendências no Supremo Tribunal Federal, dois deles pela Operação Lava Jato; quatro parlamentares já são réus (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – De 39 deputados que analisarão o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff em uma comissão especial eleita na Câmara na última terça-feira, 15 têm pendências com o Supremo Tribunal Federal, aponta levantamento feito pelo jornal O Globo.

O número representa quase 40% da comissão, que foi eleita com muito tumulto, por meio de votação secreta – determinada pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) – e não por meio da indicação de líderes, mas como uma chama alternativa. A decisão foi suspensa pelo STF, que debaterá o caso no dia 16.

Dois deputados titulares da comissão são investigado pela Operação Lava Jato: Jerônimo Goergen (PP-RS) e Luis Carlos Heinze (PP-RS). E quatro deles já são réus. O tucano Nilson Leitão (MT) é quem mais tem pendências – acusado por crime de responsabilidade, é alvo de, ao todo, sete inquéritos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email